As minhas Personagens...

Apesar das várias assinaturas..., as palavras são todas da minha autoria.







Pesquisar aqui!

Número total de visualizações de página

quinta-feira, 23 de fevereiro de 2017

Eis a Rosa, eis a questão.

Ofereço-te uma Rosa
(Com os espinhos que gostarias de ter,
Vermelha, cor do coração que sabes usar,)
Com o carinho que te tenho
E o que tenho para te dar.

Antes de te a entregar, eu
Passei-a pelos lábios, molhados,
Que tu não paras de beijar...
A textura lembrou-me a tua pele
Que eu não quero deixar de tocar...
Esta Rosa passou pelo meu pescoço,
Que tu sabes e aprecias arrepiar.
Lambi-a suavemente e despedi-me...
A sua suavidade faz-me lembrar
A forma como te trato, singular...
Os espinhos estimulam-me ideias
Para me fazeres rir e gritar.

A Rosa está morta. Fui cúmplice.
Ela pagou com a vida
Para estar nas tuas mãos agora.
E tens a chance viva
De lhe dar uma vida útil...
Tens o tempo de uma Rosa
Enquanto tiver a sua beleza e forma...

Escolhe, minha Inspiração,
Amante, Paixão, Amigo,
Se agora, por Adição...,
Queres Namorar Comigo?


23/02/2017

sábado, 18 de fevereiro de 2017

Se não te chamasse pelo nome...

Vou apenas fazer o que as minhas palpitações me dizem, elas explicaram-me que és especial para mim e o teu abraço denunciou a tua bondade.
Porque...

Poderia usar o teu corpo,
Abusar da tua simplicidade,
Tomar a tua suavidade...
Chamar-te pelo nome,
Mas se analisar o que me fazes sentir,
Sem ver a tua carne, chamar-te-ía de...

Refugio quente e acolhedor
Que me recebe de olhos dóceis
E me recolhe num carinho único
Como se o mundo fossemos só nós.

Serias obviamente dia de lazer
Por conta das horas felizes
Que trocamos juntos
E todos os momentos de prazer.

Se fosses um dia da semana,
Valerias por dois dias,
Meu reforço de Mana...
Serias o meu doce Fim-de-semana.


domingo, 12 de fevereiro de 2017

TexTUra

Textura
é quando a tua pele provocadoramente suave
se molda à minha impressão digital...
e sinto que as tuas reentrâncias
contornam as minhas mãos.

Textura...
é quando
a linha bem desenhada da tua boca
preenche os meus poros...,
quando a tua doce língua molha
as papilas gustativas da minha
com o teu sabor que trocas com o meu...
e...

Textura...
é...
quando sinto o teu cabelo teimoso
por entre os meus dedos de poeta...
quando os teus olhos fechados
vêm o brilho dos meus nos teus
e a própria lua parece brilhar menos que nós,
mas...

Textura é o teu olhar que me embebeda,
atravessa-me e entorna-me sobre ti,
é o teu cheiro que respiro sem esquecer...,
o teu odor que revivo sem querer...,
aquele que me emprestaste e me viola
quase sem eu perceber.
E tu
Texturas-me...
com a tua maneira peculiar que me vai decalcando...
Eu gosto obviamente da tua textura.
Essa volúpia que me enlouquece sensorialmente
fazendo com que te sinta, te veja, te ouça
e te deseje por toda a parte!


D.E.
7/02/17

Eu

A minha foto
Planeta Terra, Portugal
Para quem visitar o meu espaço, não se esqueça que o último texto da página foi o primeiro a ser colocado e que entre os primeiros e últimos textos, há sempre uns pelo meio... Digo isto porque quando leio um blog, tento perceber se há algum texto que me agrade, sem deixar que os primeiros, os últimos ou os do meio me repulsem... Aqui, há textos para todos os gostos.