As minhas Personagens...

Apesar das várias assinaturas..., as palavras são todas da minha autoria.







Pesquisar aqui!

Número total de visualizações de página

domingo, 12 de março de 2017

Quando me respiras



Quero a minha boca
preenchida de ti,
Quero a tua respiração à solta,
Descontrolada por aqui.
O ar da minha boca
Passa agitado para a tua,
Respiramos boca a boca
Enquanto nos olha a Lua...
Quero sentir as nossas peles
Presas pelo nosso querer
Como se uma à outra
se quisessem comer!
E quero que me comas
Hoje, amanhã e depois,
Gostava de te dar o mundo
Do meu mundo todo, a dois!
E quero-te ainda mais
Quando tu suspiras,
Inspiras
E me retiras
A razão que tentei criar
Na verdade que transpiras,
Quando me abraças
E me respiras...





segunda-feira, 6 de março de 2017

Pensar-nos...

Trazer-te ao pensamento nem sempre é bom.
Há prazeres adormecidos que quero manter repousados dentro de mim.
Trazer-te ao pensamento, trás-me ao momento presente o teu cheiro e a sensação interna da tua presença dura em mim. Dentro de mim.
E não te posso ter no pensamento, fisicamente representado pelas minhas palpitações, suspiros e contrações... E sensações do meu próprio corpo, como se estivesses aqui, simuladas por ele imaginar que estás comigo.
É quase estimulante, passar pela minha mente uma memória fugaz de ti, quando me lembro que existes... E logo retomo o acto presente do que faço!... Para não relembrar o que faço contigo, só porque existes...
Como não posso pensar em ti como mereço e como bem mereces...
Prefiro nem me lembrar quem és.
Prefiro esquecer que existes.

...

Hoje não te vi.
Hoje não te vejo.
E hoje, ainda não me vim...?
Não há tempo para te ver...
hm...
Mas agora posso imaginar-nos.
Eu cá e tu lá e ambos não temos tempo para o nosso tempo que é sempre longo, o nosso tempo tão nosso, tão intenso que não entendemos quão imenso ele é, o nosso tenso tempo... Tenso de paixão.
Então imaginei-te.
Trouxe-te à memória com o propósito de sentir-te na pele como se estivesses cá.
Por mim, eu e tu, seria todos os dias. Seria todo o dia.

Hoje pensei-te de forma mais física.


quarta-feira, 1 de março de 2017

Dou-me-Te

Estou preparada para me
Dar-te,
Como não me dei a ninguém.
Ensinaram-me que vale a pena descolar,
Mesmo podendo levantar voo e cair.
Ensinaram-me a não ter medo de voar.
E contigo eu voo.
E dou-te o mundo.
E se não puder dar-to,
Dou-te o meu mundo todo
E levo-te a dar a volta ao mundo,
Bora?

Entrelaça os meus dedos nos teus
E mostro-te como é sentir o amor na pele
E a paixão à flor da pele que se arrepia...
Por ele.
A paixão pediu o amor em namoro...

Permite-te ser bem cuidado e
Tatuo teu nome bonito no meu coração,
Pinto-nos num quadro só nosso,
Desenho o nosso abraço a carvão,
Escrevo que te adoro em todas as praias,
Mando passar um avião a dizer o quão
ÉS ADMIRÁVEL!
Levo-te ao colo para a cama,
E levo-te o pequeno-almoço à cama,
Faço amor contigo de manhã à madrugada
E durmo contigo abraçada...
Levo-te de mão dada
Ao teu medo mais profundo.
Percorro toda a auto-estrada
Para estar ao teu lado, por apenas um minuto.
Se me deixares, faço-te o Ser mais feliz deste mundo...

A paixão pediu o amor em namoro...
A minha paixão não é pelo teu corpo,
"Apaixonei-me pela tua personalidade"
Já escrevia o poeta de bairro na cidade...
E eu dou-te o tempo que precisares,
Se o teu tempo for o meu também
E não me escolheres
Mas não escolheres mais ninguém...
Porque o que sentimos não tem escolha
Se não for ir mais além... Além.
Mutuamente não temos alternativa!
A coincidência escolheu-nos e
Dessa manobra decisiva, estamos aquém...

A paixão pediu o amor em namoro...
Não deixes o amor negar.



Eu

A minha foto
Planeta Terra, Portugal
Para quem visitar o meu espaço, não se esqueça que o último texto da página foi o primeiro a ser colocado e que entre os primeiros e últimos textos, há sempre uns pelo meio... Digo isto porque quando leio um blog, tento perceber se há algum texto que me agrade, sem deixar que os primeiros, os últimos ou os do meio me repulsem... Aqui, há textos para todos os gostos.